sábado, 25 de março de 2017

Com criatividade, até morar em uma quitinete pode ser tudo de bom

Quem mora sozinho não precisa de muito espaço pra se virar, não é mesmo? Por isso, as quitinetes cada vez mais são boas opções para essa turma. Opções mais econômicas, são super comuns em grandes centros, elas são pequenos apartamentos com cozinha, sala e quarto tudo junto e misturado, ficando a critério do morador como organizar da melhor maneira possível para poder viver de forma confortável. Como os apartamentos também andam cada vez menores, separei umas dicas bem bacanas para você organizar o seu cantinho:
- Tapetes ajudam a separar os cômodos. Outra boa dica para simular paredes e separações é utilizar móveis grandes, como estantes, armários ou até mesmo uma cabeceira de cama bem alta, entre os espaços;



- Colocar móveis planejados exatamente para sua quitinete torna tudo muito mais funcional. É preciso, no entanto, ter em mente que esses móveis são bem mais caros que móveis comprados avulsos. Então, uma boa dica é bater perna em lojas especializadas ou pesquisar na nossa amada internet;

- Uma dica legal é ter móveis que tenham função dupla. Uma bancada na cozinha que pode também virar uma mesinha para a refeição, pufes que podem servir para receber os amigos, como uma mesinha de centro ou apoio para móveis e o sofá-cama, que é um clássico para quem gosta de otimizar o espaço;

- Compartimentos secretos também são uma ótima! Existem camas-box com fundo falso onde você pode colocar a roupa de cama ou travesseiros, banquetinhas com tampa para que você possa guardar o que bem entender. Ah, e uma dica bem legal é usar pallets embaixo da cama, onde você pode dispor seus calçados, em uma espécie de sapateira super prática;

- Na hora de escolher uma quitinete para chamar de sua, opte com uma que tenha janelas grandes e boa circulação de ar. Como seus cômodos são todos juntos, isso ajuda muito a não deixar o resto da casa com cheiro de comida, por exemplo. Aliás, uma boa dica é ter um exaustor ou coifa em sua cozinha para que seu cantinho não fique com aspecto de torresminho cada vez que você for se aventurar na cozinha, rs.


quinta-feira, 23 de março de 2017

Plantas e flores deixam a casa dos solteiros com cara de lar - veja como cuidar

Começo meu post de hoje com um pouquinho de saudade, lembrando de uma das coisas que herdei da minha mãe: o amor por flores.
Minha casa sempre teve cores, vasinhos de flores diferentes, folhagens brilhosas e muito verdes e as clássicas violetas, as preferidas de dona Alice.

Logo depois que ela se foi acabei ficando com algumas das plantas da casa. Bom, o básico eu sabia: não deixe de regá-las. E ponto. Eu só não sabia que umas delas precisam de mais, outras de menos, umas precisam de sol direto, outras não… Até que finalmente consegui eliminá-las todas, uma a uma com a minha total falta de talento no cuidado com elas.
Frustrante, né? Mas não, não desisti. Volta e meia insistia e comprava flores. As minhas preferidas são os kalanchoes, muito coloridos e de flores miúdas. E hoje posso dizer que sou uma orgulhosa cuidadora de lindos vasos de violetas muito coloridos e sempre floridos. Sim, as coisas mudaram.
E quer saber por quê? Porque plantinhas precisam de atenção e cuidado mas, sobretudo, é necessário entender como funcionam seus ciclos e em quais ambientes se adaptam melhor.
Pensando nisso, fiz uma listinha de plantas e flores para você que mora sozinho. Eu sei que quem mora só mal tem tempo de cuidar de si, imagina de uma plantinha. Mas não custa tentar, plantas trazem alegria, vida e muita cor para a sua casa. Tem dias que tudo que a gente precisa é ver que aquele vasinho sem graça ali do cantinho finalmente está com botõezinhos prontos para desabrochar. Para mim, pessoalmente, flores fazem com que eu sinta que minha casa é de fato um lar.
- Cactus: esse é o clássico dos solteiros, exatamente porque não demandam muita atenção na hora de regar. São plantas de deserto, elas resistem muito! Ah, mas atenção, apesar de não precisarem de tanta água, elas necessitam de muito sol!

- Begônias: muito amor por essas flores! Você as encontra em diferentes cores e elas ficam lindas na hora de decorar a casa. Você deve regá-las duas ou três vezes na semana e gostam bastante de sombra. Evite deixá-las pegando sol diretamente. Uma dica para não perdê-las é tomar cuidado com o pratinho. Ele deve estar sempre seco, uma vez que a umidade em excesso não faz bem para as flores.

- Suculentas: elas são um charme e, melhor ainda, fáceis demais de cuidar! Adoram o sol e ficam lindas nas soleiras das janelas. Durante as estações mais quentes devem ser regadas pelo menos uma vez por semana, quando o clima está mais fresco esse intervalo aumenta para 3 semanas!

- Violetas – as violetas são flores delicadas e por isso não aguentam a luz direta e o calor, mesmo assim, não são difíceis de cuidar, basta um pouquinho de atenção ao lugar onde colocá-las. Dê preferência a ambientes com luz indireta. Elas só precisam ser regadas uma ou duas vezes por semana, tomando cuidado para não molhar as folhas e nem as flores, pois são muito sensíveis à agua. O mais legal das violetas é que você pode combiná-las em diferentes cores em uma cesta, em cima da mesa, em uma bancadinha. São um presente para os olhos!

Ah, e em tempos de dengue fica um lembrete que vale para todas as plantinhas. Evite deixar a água parada naqueles pratinhos que ficam embaixo dos vasos. Eles são ambientes ótimos para a proliferação das larvas do maldito mosquito da dengue. Uma boa dica é colocar areia nos pratinhos. Esse é um cuidado que todos devemos tomar, principalmente quando se mora sozinho. Ficar doente sem ninguém pra cuidar e mimar você ninguém merece!

terça-feira, 21 de março de 2017

Miojo com lagosta, farofa de Fandangos e 3 livros para quem mora sozinho


Para quem não sabe, o blog Casa de Um começou quando eu passei a morar sozinha. Caçula que sou e morando sempre com minha mãe, eu era uma verdadeira negação em tudo que se dizia a respeito de cuidar de uma casa e de mim mesma. Não que a situação tenha melhorado muito de lá pra cá, mas posso afirmar que mudou bastante.

Logo na primeira semana quando, na tentativa de lavar o piso branquinho da cozinha, eu fiz um mar de espuma e não conseguia de jeito nenhum fazer com que ele acabasse, era oficial: eu precisava aprender a me virar. Como escrever, além de ser o principal engenho da minha vida profissional, era sempre uma atividade muito terapêutica para mim, comecei a colocar na ponta do lápis tudo aquilo que eu não sabia e precisava aprender e assim reunir material para que eu pudesse me virar bem. Assim nasceu o blog, à base de muita pesquisa e troca de experiências.

A internet (essa linda que eu tanto amo) sempre me ajudou muito, mas visitando livrarias, volta e meia encontro achados que acabam me ajudando nessa jornada. Indico hoje, então, três leituras muito úteis que eu acredito que também quebrarão muitos galhos para vocês.



1. Dicas Incríveis - Truques e Segredos Para Facilitar Seu Dia a Dia (Sueli Rutkowski) - se você assistia ao Programa da Eliana na TV, já deve ter visto a autora dando dicas bem bacaninhas para a sua casa. No livro, a consultora doméstica reuniu várias delas em diversas modalidades. Por exemplo, você sabia que vinagre é ótimo para limpar computadores e eletrodomésticos que estejam amarelados? Ah, e que tal aprender a cozinhar feijão utilizando uma garrafa térmica ou fazer um bolo usando sal de fruta? Tem ainda receitas de pudim de macarrão instantâneo, farofa de Fandangos e até de lasanha de chocolate! Como eu disse, tem dicas super variadas, que vão desde receitas e truques de cozinha, a dicas de limpeza e sugestões para festinhas em casa.

2. Meu Miojo - Receitas e Histórias (diversos autores) - Nesse livro, 14 chefs renomados contam suas histórias com o famoso macarrão instantâneo e dão suas receitas especiais usando o ingrediente, mostrando que comer Miojo pode ser sim uma experiência diferente e requintada! O livro lembra um caderninho de receitas feito à mão, com as receitas escritas em letra cursiva. Um mimo! As receitas também são super especiais. O chef francês EmmanoelRassoleil ensina a fazer uma salada crocante de miojo cru ao toque oriental, enquanto o brasileiro Felipe Sica dá o passo a passo de um miojothai com filé e brócolis, apenas para citar alguns exemplos. Tem até versões chiquérrimas do nosso amado macarrãozinho com lagostas, camarões e inclusive foiegras (que eu não gosto, mas espia que chique isso! rs…) ! O livro vale muito para quem não abre mão dessa invenção japonesa que há mais de 50 anos salva Casas de Um do mundo todo!

3. Cozinha para 2 - Receitas Sem Fogão, Sem Complicação (Carol Thomé e Duca Mendes) - Meu coraçãozinho se encheu de amor quando eu vi esse livro pela primeira vez! Primeiro porque é de um canal excelente de gastronomia no Youtube, o Cozinha Para 2; segundo porque eu não ia mais precisar ir à caça na Internet toda vez que eu quisesse fazer uma receitinha fácil aqui em casa, com o livro eu tenho tudo ao alcance da minha mão! Comemoremos! Já fiz diversas receitas do casal e todas deram super certo e o mais legal, todas elas para gente que, como eu, não têm a menor intimidade com o fogão. Ah, e sim, eu sei que o livro é de receitas para duas pessoas, mas quem é que não recebe uma visitinha em casa? Além do mais, você pode seguir a mesma receita em escala menor, apenas para você.


sexta-feira, 10 de março de 2017

Com jeitinho, quem mora sozinho também pode deixar a casa com cara de lar

É muito difícil você encontrar alguém que more sozinho e consiga logo de início deixar a casa com aquela cara de lar. Leva um pouco de tempo e  capricho para que isso aconteça.
Claro que morando só você não precisa de muita coisa para sobreviver. Se a gente pensar no pacote básico, e aí eu quero dizer básico mesmo, tudo que você vai precisar é de uma geladeira (daquelas que você compra de segunda mão), um fogão (fogão sim! não dá pra fazer nuggets no micro-ondas, amigo), uma TV (aquela de tubo que estava encostada na casa dos seus pais e você conseguiu resgatar) e um colchão (ouvi alguém falar sofá? ouvi alguém falar uma cama decente?) e pronto! Você já pode se sentir preparado para encarar o mundo adulto!
Mas ninguém aguenta ficar morando muito tempo nesse estado constante de improviso, não é mesmo? Dá para encarar aquele crediário Casas Bahia e aos poucos ir montando sua casa com móveis de verdade, dar uma passeadinha pelas lojinhas de móveis usados da Marechal Rondon ou, se você for mais conectado, ficar de olho nas ofertas nos grupos de desapego do Facebook. Mas é só nos detalhes que você vai conseguir deixar a sua casa com a cara de quem importa mesmo quando se mora sozinho: você!
A boa notícia é que você nem precisa gastar muito e a Internet (ah, a Internet, essa linda!) traz muitas sugestões do que você pode fazer com poucos recursos. Minha fonte preferida de criatividade é o Pinterest, uma rede social para compartilhamento de fotos, no melhor estilo quadro de inspirações. 
Resolvi, então, separar algumas para vocês. No final das contas, elas valem também para quem mora em casa de um, de dois, de quantos forem:
-  Cestas de vime para organizar o banheiro: elas são opções super baratas para quem acabou indo morar onde não tem um armário no banheiro. Muito mais econômicas do que comprar um armário de verdade e super charmosas!



Interruptores coloridos: para dar uma corzinha ao cômodo, tá aí uma sugestão para lá de bacana e econômica! Basta encapar os interruptores com papel contact estampado ou colorido e pronto!


- Pia mais colorida: nada de pia com tudo à mostra! Você pode cobrir a parte de baixo dela com um tecido bem fofo! Se você for mais prendado, fica o desafio: dá até para você se arriscar a fazer de retalhos!

- Latas simples: o achocolatado acabou? Guarde a lata! Depois de retirar bem a embalagem e com detalhezinhos criativos, como fitas, laços e até adesivos você pode fazer vasinhos fofos para as ervas aromáticas, suculentas, cactos ou flores.



- Mesinha de caixotes: essa é a minha sugestão preferida e ainda pretendo fazer para minha casa! Você vai precisar de quatro caixotes de madeira (desses que você pode barganhar no final da feira), lixar e pintar com a cor que preferir. Demanda tempo mas o resultado, como você pode ver é super legal!

Enfim, se tem uma vantagem em morar sozinho, sem dúvida é poder arrumar sua residência como você bem entender, do jeito que você se sentir melhor e dentro do seu orçamento. Inspire-se, faça tentativas, experimente as combinações que lhe agradam e transforme o seu cantinho em um lugar onde você possa se sentir em casa.

terça-feira, 7 de março de 2017

Para deixar a decoração com a cara do dono, vale a pena por a mão na massa

Quando mudei de casa, um dos meus maiores desejos é que na decoração eu pudesse expressar quem eu sou. Personagens de que gosto, cores que me agradam, cada um dos móveis e itens de decoração colocados ali por mim, escolhidos pensando em transformar minha casa em extensão. Legal, né?
Seria ótimo se não fosse o preço das coisas. Como quem mora sozinho normalmente tem o orçamento bem limitado, muito dessa decoração dos sonhos acaba ficando só na vontade.
Mas, passeando pelo Pinterest tive muitas inspirações para conseguir trazer à minha casa coisinhas exclusivas e simplesmente incríveis.
Separei algumas com execução bastante simples, para inspirar.

-  O abajur antigo e sem graça pode ganhar nova vida com uma cuba diferente! Que tal forrá-lo com os seus quadrinhos preferidos ou alguma estampa que você curta? A cola branca dá conta do recado!

- Vai receber amigos em casa? Velhos disquetes coloridos podem ser usados como porta-copos cheios de estilo.

- Aquele móvel antigo e manchado pode virar uma peça única quando você escolhe uma estampa diferenciada. Na imagem selecionada acima, o personagem escolhido foi a Valentina, de Guido Crepax, uma super referência cult.

- A geladeira branca ganhou graça com o tema Game Boy! Você pode usar adesivos ou placas de ímas! Super baratinho e você mesmo pode fazer!

- Ponto-cruz é um dos bordados mais simples de se fazer e na Internet você encontra vários modelos! Escolha o seu preferido, compre as linhas e boa diversão! Bordar pode ser uma verdadeira terapia!
E você quer sugerir alguma dica de decoração para uma casa de um? Deixe sua sugestão na fanpage Casa de Um.

domingo, 5 de março de 2017

Horta em apartamento é possível e uma ótima ideia para incrementar refeições

Que grande parte da galera que mora sozinha não tem lá muito espaço pra se virar, é fato. Mas com um pouquinho de esforço e criatividade dá pra aproveitar muito as possibilidades que uma casa pequena ou um apartamento oferecem, até mesmo descolar uma hortinha orgânica.




Aliás, tá aí uma ótima opção para você ter suas próprias verduras e legumes limpinhos, livres de qualquer veneno, uma vez que, segundo um dossiê da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), um terço dos alimentos consumidos pelos brasileiros está contaminado por agrotóxicos. Além disso, com uma hortinha em casa você economiza as idas ao supermercado e cria vínculos e uma rotina bacana dentro da sua casa, tendo com o que se preocupar e cuidar.

Para você ter sua própria hortinha, a primeira coisa é escolher um local em sua casa. O lugar deve receber ao menos 5 horas de sol por dia, principalmente pela manhã. A luminosidade natural é fundamental para que elas brotem e cresçam de maneira saudável. A varanda, a área de serviço e até a janela da cozinha podem ser bons lugares para você posicioná-la.

Como estamos falando de espaços pequenos, o ideal é fazer sua horta em vasinhos. Mas, pode soltar a imaginação e usar latas, garrafas pet, caixas de madeira, floreiras, enfim, vale o que você inventar, desde que esses recipientes tenham furinhos para que a água possa escoar, não abafando sua plantinha. No Pinterest você pode encontrar diversas opções para ter uma hortinha funcional e ainda bonita.

Para montar, você deverá colocar em cada um de seus recipientes, um terço de brita ou pó de brita (para auxiliar a drenagem), uma mistura de duas partes de terra, uma de composto orgânico e outra parte de húmus até a borda do vaso. Tudo isso você pode encontrar em lojas especializadas. Por fim, espalhe um pouco de areia e plante as mudas.

Na hora de escolher as mudas, principalmente para quem está começando nessa vida de "mini agricultor", opte por ervas comestíveis e para tempero, como manjericão, hortelã, coentro, salsinha, cebolinha, alecrim, pois são de fácil manejo, exigindo cuidados básicos como um lugar ao sol e água regularmente. Tomatinhos cereja, alface, rúcula e outras folhas também são fáceis de tratar.


E você, procura cultivar suas verduras e legumes em casa? Envie uma foto da sua hortinha lá na fanpage do Casa de Um para a gente postar!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Montando a caixinha de ferramentas

Queria que a sala ficasse mais escurinha e aconchegante e, por isso, comprei uma cortina nova para a porta da minha sacada. Cheguei em casa, instalei a cortina e... curta. A dita cuja ficou a uns 30 centímetros do chão. Fui até a loja e troquei por outra e ela ficou compridaça, arrastando no chão. Primeira coisa que me disseram foi: por que não mediu com uma trena?

Perae, trena? Eu mal tenho reguinha de 15 cm, vou ter uma trena? :/





Lição do dia: toda casa (de um ou de vários) deve ter uma caixa de ferramentas para situações como essa.

Vamos lá ao que é essencial e não pode faltar:


1. martelo - muito cuidado com os dedos;
2. pregos e parafusos de tamanhos variados;
3. furadeira - e confira em quais horários você pode fazer barulho se você mora em um condomínio;
4. alicate - não, não serve o de unhas ...
5. chaves de fenda, de boca e phillips - bate um google aí pra ver a carinha delas;
6. fitas isolante e veda-rosca;
7. trena.

E, olha, não adianta só ter  a caixinha ajeitada com tudo não, viu? Tem que aprender a usar e com segurança! 

Para isso, use e abuse dos tutoriais da Internet!



thanks for coming!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...